• Home
  • Blog
  • 13º salário dos trabalhadores será reduzido em mais de 60% esse ano

13º salário dos trabalhadores será reduzido em mais de 60% esse ano

Através da Medida Provisória 936 os contratos de trabalho em acordo entre empregador e empregado podem ser suspensos ou ainda sofrer redução salarial, isso em decorrência da pandemia de covid-19.

Contudo os prazos de grande parte dos contratos de trabalho teriam que voltar ao normal neste mês de outubro, pois já estaria expirando o prazo de seis meses estipulado pela MP. Entretanto como a situação econômica ainda não é favorável o Ministério da Economia prorrogou novamente os prazos de redução salarial e suspensão do contrato de trabalho por mais dois meses, com validade então até o mês de dezembro.

Para uma nova prorrogação será necessário entre empregado e empregador a assinatura de mais um aditivo contratual.

Direitos trabalhistas

Com a prorrogação dos contratos de trabalho por oito meses, muitos trabalhadores não sabem como ficará seus direitos, principalmente com relação ao 13º salário que é pago no final do ano.

Para quem não sabe o 13° salário é uma gratificação de Natal, uma espécie de salário extra, concedida a todo trabalhador formal que atua com carteira assinada.

Essa gratificação de Natal garante que, a cada mês trabalhado, o empregado tenha direito ao recebimento extra correspondente a 1/12 (um doze avos) do seu salário.

Como fica o 13º dos contratos suspensos?

A legislação trabalhista determina que o 13º salário utiliza como base os meses trabalhados para então calcular o valor do benefício.

Sendo assim, o valor do décimo terceiro é o mesmo do salário mensal do empregado caso ele tenha mantido vínculo com a empresa por, pelo menos, 12 meses.

Logo, os meses não trabalhados, com exceção das férias não são considerados para calculo do benefício.

Com isso, caso o trabalhador tenha tido seu contrato de trabalho suspenso por oito meses, o cidadão terá direito a apenas 4/12 do 13º salário, valor que representa 66,7% a menos no abono de natal.

Confira no exemplo

No caso do trabalhador que recebe um salário mensal de R$ 2 mil e teve seu contrato de trabalho suspenso por 7 meses, o valor do 13º salário será de R$ 833,30.

Para entender a conta é simples, basta dividir 2 mil por 12 (doze meses) que você chegará a soma de R$ 166,66, esse é o valor do 13º salário todo o mês. Caso você tenha trabalhado apenas 5 meses dos 12 meses do ano basta multiplicar os R$ 166,66 x 5 para chegar ao resultado de R$ 833,30. Valor final correspondente a 5/12 do benefício.

Caso o trabalhador através da MP tenha tido seu salário reduzido em 25%, 50% ou ainda 70% a mudança também atingirá o valor do seu 13º salário. De acordo com o que especialistas informaram, apesar de o mês destinado para a base de cálculo do benefício seja dezembro, nos casos em que há adiantamento, em novembro, poderá haver desconto.

Caso o salário for reduzido em novembro, a 1º parcela também será. Mas, se em dezembro o salário for integral, ele receberá integralmente. Se o salário de dezembro for menor, o abono também será proporcional à redução.

Fique atento! De acordo com a Lei trabalhista é considerado para o recebimento do 13° salário, um período que seja igual ou superior a 15 dias, portanto, se no mês em que você teve o contrato de trabalho suspenso, você trabalhou pelo menos 15 dias, sendo assim esse valor será contabilizado para o 13° salário.

Fonte: Jornal Contábil

Gostou? Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram