• Home
  • Blog
  • eSocial doméstico: Como informar redução de jornada e salário?

eSocial doméstico: Como informar redução de jornada e salário?

A Medida Provisória nº 936/20 previu a possibilidade de empregador e trabalhador negociarem uma redução de jornada com a correspondente redução salarial, estabelecendo o pagamento de um benefício para compensar a perda.

A medida tem por objetivo garantir o emprego e a renda dos trabalhadores no período de estado de calamidade pública decorrente da pandemia de COVID-19 (coronavírus) .

eSocial

Para isso, o empregador deverá informar a situação no eSocial, por meio de uma alteração contratual que contemple a nova jornada e salário.

Contudo, essa informação poderá não ser refletida corretamente na folha de pagamentos do primeiro mês da redução: é que o sistema apresenta a sugestão de salário na folha apontando o último salário contratual do empregado, independentemente do dia em que a alteração se operou.

Calcular folha

Ou seja, nos casos em que a redução da jornada e salário ocorreram no meio do mês, o sistema não calculará em separado os dias de salário normal e os dias de salário reduzido. O empregador deverá calcular manualmente e informar na folha o salário do mês:

– Divida o salário normal por 30 e multiplique pelo número de dias trabalhados antes da redução;
– Divida o salário reduzido por 30 e multiplique pelo número de dias trabalhados após a redução;
– Some os dois resultados;

Veja o exemplo:

Data do início da redução de jornada e salário em 50%13/04/2020
Salário mensal normalR$ 2.000
Salário mensal reduzido em 50%R$ 1.000
Cálculo dos dias trabalhados com salário normal (R$ 2.000 / 30 x 12 dias)R$ 800
Cálculo dos dias trabalhados com salário reduzido (R$ 1.000 / 30 x 18 dias)R$ 600
Valor a ser ajustado manualmente pelo empregador (12 dias com salário mensal de R$ 2.000 e 18 dias com salário de R$ 1.000)R$ 1.400

No exemplo citado, o eSocial apresentará na folha de abril/20 a sugestão de salário de R$ 1.000, uma vez que é o último informado. Caberá ao empregador ajustar o valor manualmente. Após o ajuste, o eSocial calculará e emitirá corretamente a guia de pagamento (DAE).

Para corrigir o valor na folha, o empregador deverá clicar no nome do trabalhador e alterar o valor da rubrica “Salário” na coluna “Vencimentos”, e salvar as alterações. Para mais detalhes, consulte o item 4.1 Preencher Remunerações Mensais do Manual do Empregador Doméstico.

Gostou? Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram