• Home
  • Blog
  • Licença paternidade: Saiba quantos dias o profissional pode ficar afastado

Licença paternidade: Saiba quantos dias o profissional pode ficar afastado

A licença paternidade é um direito concedido para o trabalhador no modelo de contratação CLT (Consolidação das Leis do Trabalho). O benefício tem início na data de nascimento do bebê l e tem duração mínima de cinco dias, que pode ser estendida, de acordo com a decisão do gestor.

No artigo abaixo você vai entender melhor quais são os direitos do profissional e como determinar o prazo de licença paternidade para o trabalhador.

O que é licença paternidade

A licença é uma obrigatoriedade para funcionários contratados em regime CLT, prevista em lei, e é válida para todo o território nacional. Trata-se de um afastamento remunerado por até cinco dias úteis após o nascimento do filho do trabalhador. Não é permitido nenhum desconto de salário durante esse período.

Como funciona

Para ter direito à licença paternidade, o trabalhador deve apresentar a certidão de nascimento à área de recursos humanos ou ao gestor. No dia útil seguinte, a licença já valerá.

Em caso de o bebê nascer nos dias que antecedem as férias já marcadas do funcionário, o benefício é concedido e, depois desse período, passa a ser contado o período do descanso anual.

Caso o colaborador se torne pai no final das férias, o descanso é interrompido, a licença paternidade é concedida e o funcionário volta a trabalhar depois dessa interrupção. Caso o nascimento ocorra durante as férias, o trabalhador perde o benefício, já que já estará afastado. Os mesmos direitos valem para pais adotivos.

Prazo da licença paternidade

A lei não deixa claro se o período deve ser cumprido em dias úteis ou corridos, o que se sabe é que, por se tratar de uma licença com remuneração, ela deve começar em um dia útil.

De qualquer forma, é importante deixar claro para o trabalhador a quantidade de dias de sua licença paternidade e a data de sua volta.

O período de cinco dias é exigido por  lei, mas muitas empresas entendem que esse período deve ser maior e estão oferecendo o benefício da paternidade estendida.

Licença paternidade estendida

Algumas empresas entendem que aumentar o período da licença paternidade do funcionário pode ser uma escolha saudável, que contribui para a retenção de talentos e para a qualidade de vida do colaborador.

Se a empresa faz parte do programa Empresa Cidadã, a equipe tem direito a licença maternidade aumentada, de seis meses, e  licença paternidade estendida por mais quinze dias, totalizando vinte dias de afastamento remunerado.

Lembrando que os mesmos direitos valem para os pais adotivos e que a remuneração do empregado permanece integral durante a licença.

Se sua empresa faz parte do programa, você deve solicitar a prorrogação do prazo em dois dias úteis após o nascimento da criança e comprovar a participação em uma iniciativa sobre paternidade responsável, que leva em conta diversos fatores como planejamento, nova rotina e preparação para o parto.

Fonte: Jornal Contábil
Gostou? Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram