Pix: o que é e como funciona

Você já ouviu falar sobre o PIX? Essa ferramenta está em alta no mercado brasileiro, especialmente porque promete uma série de funcionalidades e benefícios a quem for utilizá-la.

Em resumo, o PIX é um novo sistema brasileiro de pagamentos instantâneos. A previsão é que ele substitui outros métodos de pagamento, como o TED e o DOC, por exemplo.

Essa novidade foi devidamente aprovada pelo próprio Banco Central, e poderá começar a funcionar em 16 de novembro de 2020.

O PIX vem sendo testado desde o início do ano. Afinal, se trata de uma ferramenta que se difere de outras formas de pagamento bancários tradicionais.

Entre seus diferenciais, podemos citar a liquidação de transações que ocorrem na hora, além do sistema também permanecer no ar durante 24 horas por dia, sete dias por semana.

Se você ficou interessado e quer saber mais sobre o PIX e como ele funciona, nós elaboramos este post e vamos te explicar sobre todos os detalhes do assunto.

Quer saber mais sobre tudo isso? Então não deixe de nos acompanhar neste post! Vamos lá?

Afinal, o que é PIX?

Basicamente, o PIX é um sistema brasileiro que tem por objetivo auxiliar nas transferências de moedas monetárias eletrônicas, tudo isso de forma instantânea.

Esse sistema foi aprovado e gerido pelo Banco Central, que afirma que o PIX possui a tendência de inovação para se tornar um sistema a frente de sistemas como o TED ou DOC.

Sendo assim, a ferramenta PIX uma rede moderna e automatizada, que pasmem: funciona 24 horas por dia. Isso mesmo! De segunda a segunda. Além disso, ela também consegue englobar diversas instituições financeiras, incluindo os bancos brasileiros.

Vale lembrar que todos os bancos contarão com o sistema PIX, inclusive os bancos online, como Inter ou Nubank.

Como o PIX vai funcionar?

Segundo as informações divulgadas pelo Banco Central, para utilizar o PIX, não precisará instalar nenhum aplicativo adicional.

Isso significa que ele mesmo poderá ser integrado aos sistemas oferecidos pelos próprios bancos, fintechs e demais estabelecimentos comerciais.

Dssa forma, o PIX deverá se tornar uma opção bem versátil. Não importa os bancos, o PIX estará a disposição para que você possa realizar transferências de forma simples e prática.

Além disso, se você não possui o seu Internet Banking a disposição, também é possível realizar a efetivação da transferência pelo próprio caixa eletrônico, que por sua vez, também é disponibilizado pelos bancos, em suas respectivas agências.

Agora que você já sabe de tudo sobre o PIX e conhece como ele irá funcionar a partir de novembro, o que está esperando para aderir essa novidade e ter mais praticidade no seu dia a dia? Gostou do nosso conteúdo? Conta pra gente! Nós queremos saber a sua opinião.

Fonte: Portal Contábeis

Gostou? Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram